Quem sou eu

Minha foto
Maceió, Alagoas, Brazil
"Em nível de ser humano, enquanto pessoa, eu sou muito gente". Rockeiro "dinossáurico" aprecio o bom e velho blues e o hard-rock dos anos 70. Estou morando em Maceió, capital do estado de Alagoas. CONTATO: edurmenezes@msn.com

Notas

Contato: e-mail e msn - edurmenezes@msn.com

terça-feira, 9 de junho de 2009

Mário Roitman

Abrindo um “parêntese” aqui no Velhidade, estou postando um email que recebi de MÁRIO ROITMAN que foi Chefe de Arte, por um período, da revista POP.
Quero agradecer a MÁRCIA ZAHRAN por ter indicado o blog para o Mário


Foto adicionada em
27 de Setembro de 2015

============================================


De:.......Mário Roitman
Para:....Eduardo Menezes
Data:....26 de maio de 2009


Caro Eduardo, você não pode imaginar o impacto que me causou o seu blog-Velhidade.

Quem me mandou o link, foi uma grande amiga, que aparece aí no Blog (na POP de Outubro de 73), na Coluna Minha Opinião (Marcia Zahran). Somos amigos até hoje. Na época eu conheci esta família, que eram amigos de minha mulher. Nós tínhamos acabado de casar, em Março de 72. Estou mandando uma copia desta mensagem para ela.

Mas, o impacto veio do fato de que eu fui o "Chefe de Arte", da POP, Super POP e HIT POP, desde 1972/73 até junho de 1975. Se você tiver todos estes exemplares dê uma conferida no expediente da revista.

Eu comecei lá, como diagramador, e acabei como Chefe de Arte. Deixei a Editora Abril, em junho de 75, para ir morar na Europa, onde fiquei até outubro de 76.

Todas estas páginas saíram da minha cabeça. Lembro de cada momento. De noite adentro pra fechar a revista nos prazos. E a piração que era para criar todo este universo "pop". Anos mais tarde, fui convidado para fazer as revistas do Rock in Rio, na Editora Globo. Tudo por causa, da experiência com a POP.

E na verdade, nunca fui roqueiro. Sempre fui mais "jazz", e a nossa "Bossa Nova". O comentário da Marcia Zahran, em 1973, ainda vale até hoje (veja o comentário aqui).

God... Ainda viviam Elis, Raul Seixas, a Carpenters, os Bee Gees, ainda eram três, o Vinicius de Morais, O Elvis, a Linda Mc Cartney, o John Lennon, a Nara Leão.

O Ney Matogrosso estava lá nos "Secos e Molhados".

Estes astros do Rock nacional viviam na redação. Cheguei a passar horas, acompanhando sessões de fotos com muitos deles.

Ainda esta semana vi um documentário sobre o Leonard Cohen, que teve a participação do Lou Reed. Em 1976, estava na Grécia, e conheci a mulher do Leonard Cohen. Também no mesmo ano, assisti a um show do David Bowie em Berlim. E outro do Fats Domino, abrindo o show, com "My Blueberry Hill". E em Londres a Tina Turner ainda com o Ike.

As fotos da matéria sobre o show "Viagem ao Centro da Terra", foram feitas pelo meu amigo, até hoje, Antonio D'Avila. Tem outras matérias com fotos dele. Vi agora, que no nº 24, tem uma matéria sobre o "Ten Years After” com fotos dele, feitas durante o show, em 1974. Agora já são mais 35 "years after". Aliás, no primeiro numero da POP, ele conta sua primeira viagem pela Europa. Atualmente mora em Paris. Foi dele, a última foto da Mamma Cas (do Mammas & Papas). Foi feita por acaso, num dia que ele passeava pelo Hyde Park (Londres). Publicamos na POP, e ela morreu pouco tempo depois (veja a foto aqui). Também estou mandando uma copia desta mensagem pra ele e outros amigos da Editora Abril.

No numero 23, tem uma matéria com o Caetano e o filho Moreno, que de moreno não tinha nada. Era totalmente loirinho. Tinha quase dois anos.

Ainda estou sob a emoção de ver tudo isto. Nunca pensei em rever assim com tantos detalhes. Não tenho todos os numeros da POP, guardados comigo. Fui dar uma olhada e só tenho o # 8, #24, # 3, #14,#11, # 15, # 23,# 25.

Nas minhas contas, a POP foi lançada em Nov/72. Antes disto, eu estava na Revista Intervalo. Lá a praia era outra; TV, Roberto Carlos, Chacrinha e outros. Você ainda era uma criança, acho que nem conheceu isto.

Tem outra história extraordinária, com a revista POP. Estava passeando em Porto Alegre (nasci lá). Alias, hoje estou combinando com o seu blog-Velhidade-, tenho 67 anos. Já sou até avô. E que estará logo ouvindo Pink Floyd, será minha neta, com 3 anos, agora. Minhas filhas, um dia vieram me perguntar se eu conhecia Pink Floyd, fui na prateleira de "vinis" e mostrei minha coleção. Levaram um susto, pois achavam que era uma novidade. Isto foi ha uns cinco anos.

Bem, em Porto Alegre, tem uma famosa feira de antiguidades, "velharias" e artesanato. Estava lá com um amigo, para visitar a Feira do Livro. Foi em 2007. Passei em frente à banca de uma camarada que vendia revistas "velhas". Tinha "Realidade", "Veja”, "Pasquim" e outros. E um exemplar da "POP". Olhei, fiquei na duvida se tinha aquela comigo. Uma POP, de Janeiro de 1975, (# 27). Aquele numero já tinha 32 anos.

Desisti de comprar. Andei alguns passos e voltei. Comprei por R$ 5.00. Sentei num banco do parque, pois estava esperando minha irmã, que mora la, e comecei a folhear a revista. E tive outro impacto. Justamente, neste numero, na sessão "POPSCOPE", tem uma pequena nota sobre mim, com uma foto. Sobre uma exposição de desenhos que fiz na época. Não podia acreditar. Meu amigo estava ao meu lado. Fomos colegas de Editora Abril, por anos. Hoje é um conhecido "cartunista", ilustrador de livros infanto-juvenis: Michelle Iacocca. Ele também ficou espantado. Raramente acontecem estas coincidências. Aquela revista estava ali, num passe de mágica, esperando por mim. E veja que eu não moro em Porto Alegre, desde 1966. Vou la eventualmente, para visitar familiares.

Foi a mesma coisa, quando recebi hoje, a dica para visitar o seu blog.

Ainda estou me recuperando da emoção,

Um grande abraço, Mário Roitman- São Paulo.


.......................................................................................................


De:.......Eduardo Menezes
Para:....Mário Roitman
Data:....27 de maio de 2009


Olá Mário,

Há muito tempo que tinha vontade de fazer um blog. Sempre vi blogs com textos enormes, alguns eu nem conseguia terminar de ler parecia que não acabava mais, não sei onde esse povo arranja tanto assunto. Mas não sou muito de escrever e isso ficava martelando em minha cabeça: como fazer um blog e não escrever nada, ou quase nada? Até que um dia estava revendo umas revistas antigas, inclusive a Pop, e me lembrei de que uns amigos meus gostavam de folheá-las, de ver as matérias musicais e fotos antigas das bandas. Aí me veio à idéia de escanear e postar em um blog, e somando-se àquela máxima “imagens que valem por mais de mil palavras” não deu outra. E olha que têm imagens postadas valem, literalmente, mais que mil palavras. Assim nasceu o Blog.

Quando postei as opiniões dos leitores da coluna NA MINHA OPINIÃO, resolvi procurá-las na net e mandar emails comentando a respeito e que dessem uma olhada no blog. Até agora duas pessoas me responderam: a Márcia Zahran, que você já tem conhecimento, e o José Marcus de Castro Mattos, que escreveu para a Pop em agosto de 1974, então com 19 anos e cursava o 3º colegial. Hoje ele é poeta e psicanalista. Membro Colegiado-Fundador do OBSERVATÓRIO DA PSICANÁLISE (Colegiado Psicanalítico de Orientação Lacaniana – COPOL). Você deve ter visto os comentários dos visitantes feitos sobre a opinião dele no blog.

Marcus me mandou o seguinte email:

“Olá, EDUARDO!
Rapaz, assim você me mata do coração!
Sou eu, sou eu o cara que escreveu para a revista Pop! (leia aqui)
Parabéns pelo resgate de nossa memória!
Grande abraço!
JOSÉ MARCUS”

Depois veio a resposta de Márcia:

”Eduardo,
Fui eu mesmo que escrevi este texto, a pedido de um amigo, o Mario Roitman, que trabalhava na POP naquela época. Você não imagina como fiquei feliz em encontrá-lo, pois perdi a revista há muitos anos e agora posso mostrar aos meus filhos.
Gostei muito do seu blog, resgatando uma publicação que era novidade na época. E o Pasquim, vc também guardou?
Obrigado
Márcia”

Somando-se esse dois emails com os comentários postados no blog e algumas mensagens deixadas no Orkut, que infelizmente já apaguei, posso dizer que o blog atingiu um objetivo mais do que esperado, não trouxe somente boas recordações para aqueles que viveram os anos 70, e conhecimento para quem perdeu aquilo tudo. Mas, acima de tudo trouxe emoções e isso me deixou feliz.

Até aí tudo bem, tudo normal.

Aí, meu caro amigo Mário, tomando emprestadas as suas palavras, “você não pode imaginar o impacto que me causou o seu” email. Fiquei parado olhando pro computador e pensei “puxa vida...”, ou melhor, acho que nem pensei nada, sei lá. “Ainda estou me recuperando”.

Se você me permitir, gostaria de postar seu email no Velhidade.

Abraços


..................................................................................................


De:.......Mário Roitman
Para:....Eduardo Menezes
Data:....08 de junho de 2009



Oi. Eduardo.

Com disse foi uma emoção enorme encontrar a POP, no site que você criou. Vários amigos daquela época também curtiram muito.

Tem muita historia, a partir deste site. Eu entrei na Ed. Abril em 1969, com 27 anos, sai de lá, justamente na POP, em 1975, com 33 anos. Estava já casado (e ainda estou) desde março de 1972. Fomos (minha mulher e eu) morar na Europa (mais tempo em Paris).

Quando voltamos no final de 1976, trabalhei como free-lance na área gráfica, e em 1979, comecei a trabalhar com turismo. Tive alguns retornos à área de artes gráficas, na Gazeta Mercantil, na Editora Globo (onde fiz as revistas do Rock In Rio-II), chamado justamente pela minha experiência na POP.

Mas, voltei definitivamente ao turismo, com agencia própria, e agora como "autônomo".

Meu amigo Antonio D'Avila, que mora ate hoje em Paris, também ficou emocionado ao ver o site.
Como já informei tem muitas matérias com fotos feitas por ele, em várias edições da POP.
As fotos estão creditadas com o nome dele. Se você tiver o numero 1, tem uma matéria da primeira viagem dele à Europa.

Fique à vontade para colocar meus comentários, no site.

Estou contatando uma grande amiga "terapeuta lacaniana", aqui em SP, para saber se ela conhece o José Marcus. Provavelmente sim, pois ela é muito conhecida nos meios lacanianos: Dominique Fingermann.

Um grande abraço, Mário.



============================================

A publicitária MÁRCIA ZAHRAN e JOSÉ MARCUS DE CASTRO MATTOS escreveram para a revista Pop, seção Na Minha Opinião, sobre Nossa música sem imposições e A volta de Bob Dylan, respectivamente, postados aqui no blog.

4 comentários:

Harold disse...

Eduardo!
Me uno à alegria de outras pessoas. De fato, os eu blog tem causado bela comoção. Conto sobre uma covnersa que tive há três semanas com uma amiga.
Ela está na faixa dos 55 ou 56 anos. Ler o infome sab, que é um blog onde sou colaborador e há um link para o Velhidade. Minha amiga agradeceu por ter botado link do seu no nosso blog. Ela foi no seu e leu um texto sobre um show que Milton Nascimento fez no anos 70. Ela estava nesse show. Foi só ler a matéria e as lágrimas começarem a rolar.
Creio que outras pessoas estão lhe agradecendo por mil e tantas emoções que seu blog desperta. Esta é a prova de que seu blog tem função social.
Grande abraço!!!!

Eduardo Menezes disse...

É verdade, já recebi mensagens as vezes por email, as vezes pelo Orkut e por aqui.
Mas o blog não causa emoções só aos leitores, mas a mim também quando me contam histórias como essa que voçê acaba de relatar.

Obrigado pelo apoio.

Abraços

C. disse...

Que post sensacional! Fiquei emocionado, talvez por ter um exemplar da Pop comprado anos atrás (tenho 28 anos) e trabalhar com design gráfico.
Vim parar aqui devido a um livro que estou trabalhando para uma grande editora sobre a história do design brasileiro.
Já está nos Favoritos.
Grande abraço!

Eduardo Menezes disse...

Mário Roitman feleceu hoje, 27 de setembro de 2015.
Foi uma grande perda para a família e amigos.
Infelizmente não o conheci pessoalmente.

25-03-2017 - PEDRO SALVADOR - Maceió - AL

25-03-2017 - PEDRO SALVADOR - Maceió - AL

08-04-2017 - 3º MACEIÓ ROCK FEST - Maceió - AL

08-04-2017 - 3º MACEIÓ ROCK FEST - Maceió - AL

Beatles

Elvis Presley

Jean Michel Jarre

Kiss

Raul Seixas

Van Halen